Aldeia da Paz | Quelimane

A Aldeia da Paz é um orfanato para raparigas gerido pelas Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição. Situa-se em Quelimane e acolhe 93 meninas, na sua maioria órfãs. As crianças mais novas têm 5 anos e algumas das meninas mais velhas já se encontram a frequentar a Universidade.

Estas crianças chegam à Aldeia da Paz encaminhadas pela Ação Social – que, quando tem crianças sem familiares ou em situações graves, procura inseri-las em centros de acolhimento -ou por meio de particulares que pedem apoio para determinados casos urgentes. As Irmãs vão visitar os familiares antes da integração da criança no orfanato. Por norma, o historial familiar destas meninas é bastante complexo, havendo casos de morte dos pais por HIV, violações, prisão dos progenitores, entre outras.

Todas as crianças em idade escolar frequentam a escola e recebem apoio escolar no orfanato, com um explicador que dá aulas no período da manhã e tarde. As Irmãs também acompanham os estudos e apoiam sempre que é necessário.

O orfanato suporta todos os custos inerentes à educação das meninas e esforça-se para que estas tenham um percurso educativo o mais completo possível. Quando atingem os 18 anos, se são bem comportadas e não têm família próxima (ou se esta não consegue providenciar uma refeição) podem ficar a viver no centro até concluírem os estudos e arranjarem trabalho.

O espaço do orfanato é composto de alguns espaços comuns e de pequenas divisões independentes com vários quartos, onde se misturam crianças de todas as idades, ficando as mais velhas, a par das Irmãs, responsáveis por ajudar as mais novas. As tarefas da casa são divididas entre todas as residentes.

A ATACA contribui financeiramente, através dos donativos dos tutores deste subprojeto, para que as crianças que residem na Aldeia da Paz tenham acesso a alimentação, saúde, educação e vestuário.