A intensidade dos dias que tenho vivido aqui em Quelimane não me deixaram, infelizmente, escrever mais cedo para o blog. Na semana passada começaram as aulas depois da longa paragem devido aos censos e, sem duvida alguma, a cidade ganhou outra vida. Mais movimento, mais crianças na rua em direcçao as suas escolas, mais alegria e mais trabalho para nos! Com a entrada neste terceiro e decisivo trimestre os miudos perceberam que esta e a sua ultima opurtunidade para melhorarem o seu aproveitamento escolar. Desde o primeiro dia de aulas, segunda feira da semana passada, começaram a aparecer duvidas, trabalhos de casa complicados e muito que estudar o que os leva, desde os mais pequeninos aos mais velhos, a recorrerem a nossa ajuda. A única conclusao a que tenho chegado nestes dias e que 24 horas não chegam para o que temos que fazer diariamente! As manhas tem sido passadas com o trabalho para o PtaD, ora em casa, ora nas longinquas casas dos miudos externos que nos obrigam a longas caminhadas e as tardes tem sido dedicadas ao apoio escolar na Casa Esperança. Isto tudo sem esquecer a deslocaçao diaria ao mercado onde temos comprado bom marisco e bom peixe! No que me diz respeito, tenho ajudado aqui a criançada ca de casa no monstro chamado matematica. E que monstro para eles!! Se, em alguns casos, tenho notado progressos, noutros casos, quase que sou levado a loucura. Adorava poder desdobrar me e dar atençao a todos mas e impossivel… enquanto ca estiver continuarei a dar tudo o que tenho por eles e por esta causa que ma faz deitar orgulhoso todas as noites!

Cumprimentos,

Tiago Durana Pinto

2 Responses to Dias intensos…
  1. Continuamos a acompanhar com todo o vosso dia-a-dia aí por Quelimane e agora ficamos a saber que por aí também há um monstro que com todo esse calor deve ser bem mais difícil de domesticar. Bendita matemática que também chegou a África.
    Um beijo para a Rita e Raquel e para ti as saudades cá de casa.

    Pai

  2. Mais uma vez gostava de agradecer a TODOS que por aí passaram as palavras e comentários, registados neste blog, do que vão vivendo em terras de Moçambique.

    É de facto mto importante para nós, que ficamos, saber como a ATACA é vista e que reflexo prático tem na vida dessas crianças o trabalho desenvolvido. E é ainda mais reconfortante saber que na realidade ele é bastante apreciado e fundamental para o desenvolvimento dessas pequenas almas tocadas pela força da ATACA!

    Muito obrigada e continuação de um Bom Trabalho!
    Beijinhos para todos
    Rosarinho


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.