Se formos competentes não podemos perder a oportunidade do que este novo ano exige de todos nós.
Ao logo destes trinta meses de vida, a ataca cresceu, inovou, mereceu a confiança de parceiros e tutores, mas não poderá conformar-se, correspondendo à expectativa dos que nos têm acompanhado e ajudado mas, principalmente, porque a ambição de todos quantos trabalhamos neste Projecto é incomensurável.
Assim, o novo ano exige de todos nós uma maior dedicação, tanto aos que estão no terreno, enfrentando os condicionalismos a que o dia-a-dia os submete, como aos que aqui em Portugal têm a superior missão de corresponder aos seus sacrifícios, proporcionando-lhes uma retaguarda passível de lhes dar a segurança e o conforto possível.
Para a Paula e para a Sara, que em Moçambique são o rosto e a certeza da credibilidade do Projecto da ataca, quero deixar no início deste ano de 2009 uma palavra de carinho e reconhecimento pelo magnífico trabalho que têm desenvolvido em Moçambique, e garantir-lhes um incondicional apoio pela parte de todos quantos, aqui em Portugal, se esforçam por corresponder ao vosso trabalho que consideramos de alta qualidade e profissionalismo.
Acredito que seremos capazes de dar este passo importante na vida da ataca, projectando-a para um patamar que todos merecemos viver, enquanto protagonistas de um Projecto solidário que só terá como limite o máximo da nossa dedicação.
Desejo-vos um ano de 2009 ao nível das vossas ambições que serão, certamente, as minhas.
durana pinto 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.