Por onde começar a contar os últimos acontecimentos desta semana?
Nem sei por onde pois estes últimos dias foram de emoção intensa e emoções à flor da pele.
O trabalho como sempre foi maravilhoso, todos os dias, mãmãs que vinham visitar-me, com quem ainda não tinha estado, os miúdos começam a escrever as cartas para os padrinhos e a fazer os desenhos, extremamente felizes e entusiasmados.
No entanto, aqui na Casa uma agitação anormal havia no ar…e sempre que eu chegava perto de alguém logo eles se calavam e riam muito…Havia um motivo..a Tia Loira fazia anos no Domingo e a excitação na casa era mais que muito..
As surpresas que estavam a ser preparadas para mim, jamais eu poderia imaginar.O almoço que os fazia esperar jamais eles podiam adivinhar.
Comecei a preparar tudo durante a semana.Queria que este fosse um almoço diferente de Domingo, que eles jamais esquecessem.Afinal quem jamais esquecerá serei eu..
20 frangos comprados, muitos pacotes de esparguete, toamte, cebolas, sumo…humm faltava algo…sobremesa.
Então decidi que queria oferecer-lhes patanicuas..mas de facto nem eu nem as tias cá da casa sabiamos como preparar patanicuas-um doce muito apreciado nestas bandas feito com muito açucar e muito côcô..humm como anima!
Ora a Tia Rita teve uma ideia excelente…enquanto os miúdos faziam as cartas e os desenhos para os padrinhos, pûs as mãmãs a fazerem as patanicuas cá em casa!!Como elas adoraram!Foram comprar os ingredientes, e era só ver, o arco-iris de capulanas das mãmãs, todas às voltas das panelonas a prepararem-me o petisco.Neste dia a Tia das Panelas não fui eu…

Depois de feito, era só guardar para o dia seguinte.Tudo estava a ficar perfeito.E a festa começava logo ali ao almoço de Sábado.Com alguns amigos do nosso bairro fomos almoçar uma galinha à zambeziana!Finalmente!Uma delícia de gastronomia típica do Zambeze!Foi um excelente almoço que ajudou a descompensar todo este já longo mês de trabalho.

À tarde voltámos ao trabalho com mas cartas e desenhos para fazer, e mais olhos iluminados e contente por escrever para o padrinho ou a madrinha lá longe no Portugal!
À noite, na presença do nosso excelente colaborador de sempre, Evaristo, e do Adelino, o responsável e xplicador cá da casa, deliciamo-nos com uma lasagna feita por mim (mas que entre nós precisava de bem mais molho béchamel),e começou a festa!É tão bom convivermos todos juntos, trocar ideias de culturas, de experiências, explicar-lhes todo o trabalho da Ataca em Portugal…É mesmo dos momentos daqui que não se esquecem mais..
De seguida fomos para o já famoso GANI, para quem já acompanha os blogues à muito tempo, o nosso grande amigo aqui em Quelimane, que tem um restaurante virado para o Rio dos Bons Sinais, e que, sempre que é preciso está pronto para nos ajudar.
O objectivo, passar a meia-noite moçambicana lá, rodeada dos amigos, visto que aquela hora já os meninos dormiam à muito.
E assim foi.O Gani claro, logo trouxe uma garrafa de champagne e ao som de Bryan Adams, e da música wherever i go, passei a minha meia noite, caminhando para um novo ano da minha vida.Não podia pedir para estar em melhor lugar, ou em melhor companhia, ou com melhores sorrisos.Os telefonemas e mensagens de Portugal fizeram-me sentir no verdadeiro sentido da palavras ESTAMOS JUNTOS, e senti-me perto de todos os que amo, no sítio que é a minha casa.

Depois dançamos, brindamos uma série de vezes, conversamos muito.Foi uma noite bem passada, e pela primeira vez excedemo-nos nas horas de sono.Dai que, quando na manhã de Domingo, a Isabel me manda um berro às 6 e 30 da manhã, a dizer”Rita vai à porta pá!Os miúdos tão a cantar à meia hora!” Eu saltei da cama!Não sabia bem onde estava nem o que se estava a passar!Só pensei:berros, porta aconteceu algo.
E aí, a primeira grande surpresa aconteceu.Abri a porta de pijama, completamente estremunhada e tinha os meus meninos a olhar para mim, a cantar os Parabéns a Você e a atirarem-mo com baldes cheiooos de flores!!A porta estava toda decorada com flores e mais flores!Não podia acreditar no que me estava a acontecer!Um gesto de enorme carinho, pureza , ingenuidade.Amor puro.De seguida, claro, como já é um habito por aqui, puxaram-me todos para o meio do pátio, e ai, levei com baldes de àgua fria, gelada do poço que me fez despertar os sentido em dois segundos!!!Eles riam-se como tudo e ai eu fiquei feliz.Eles estavam felizes.

Depois foi tempo de ir para a cozinha, começar a preparar o almoço para mais de 30 pessoas.A tia Pata foi fazer um bolo de chocolate.Eu fui me pôr bonita afinal, era o meu dia.
O almoço foi maravilhoso.Os miúdos estavam felizes e contentes!Dançamos ao som do michel jaikison como eles dizem, eheh, as tias trouxeram-me a minha prenda, que nada melhor do que ver nas fotografias, e a tia Pata recitou-me os versos que me escreveram…Lindos.

Ok, as lágrimas já estavam no canto dos olhos.As patanicuas foram comidas até não mais haver.À tarde, depois de um jogo de futebol renhido,era a vez dos parabéns, do bolo de chocolate.Ai o Juma leu-me um texto escrito por eles que sim, pôs me a chorar e foi lindo…ofereceram-me uma prenda.Mas a verdade é que estes miúdos me oferecem prendas sem saber todos os dias.
Achava eu que todas as emoções já tinham terminado por aqui mas não.
No final da tarde fui chamada ao salão.Tavam as tias todas, os meninos todos e puseram um filme.O filme era meu, com todas as músicas que me marcaram a vinda a Àfrica, com imagens de todos os meus meninos, as tias, eu, lindo…aí penso que todos nós ficamos comovidos e só se sentia uma coisa…ESTAMOS JUNTOS.
Não podia ter terminado de melhor forma.Não podia ter sido melhor homenageada.Nem sei se merecia tanto.No final, alguns dos miúdos envergonhados vinham me abraçar.Eu entendi o sentido daquele abraço.Não se pode pedir mais nem melhor.Sentir este reconhecimento aqui, é algo de indescritível!Nunca esquecerei este dia do meu 25º aniversário.
Como dizia um deles aqui à dias:Tia Rita não deixa memórias.Eu perguntei:Então porque? Ao que me responderam:Tia Rita vai e volta vai e volta vai e volta..não dá tempo pa memórias….Só pensei, como posso não voltar.Estes miúdos merecem tudo o que de melhor a vida lhes pode dar e toda a dedicação de todos da ATACA, porque a generosidade destes corações não se conquista.É dada sem pedir nada em troca.Uma mãmã chegou a oferecer-me um pato(vivo diga-se, ainda não em arroz) e outra uma dúzia de ovos,mas genuínos.Pessoas que têm tão pouco e que dão com o coração cheio!
Assim, e porque o texto já vai bem longo, mas como vou agora para Ocua ter com os nossos outros meninos, e tão cedo não terei internet, tenho este direito, termino aqui dizendo MUITO OBRIGADA, às minhas companheiras de missão que foram fora de série e de um amor por mim fantástico, e a todos ai em Portugal, com quem gostaria de ter estado neste dia mas que estiveram sempre no meu pensamento.

ESTAMOS JUNTOS
RITA

5 Responses to Inesquecível
  1. parabems rita nao me conheces . eu te conheco por fotos.conheco à esabel sou a comadre dela .que esse dia se repita durante muitos anos .felizes eu sei que o que vives ai e unico…

  2. Minha Rititxa*
    O quanto desejaria atirar-te essas flores e molhar-me contigo nessa água vinda de mãos tão puras e verdadeiras. As fotos dizem tudo, dizem que és amada por todos aí tal como és cá, o que nos deixa a nós teus amigos, felizes e agradecidos ao teu ,agora e sempre,povo.
    Um beijo enorme Nuxita*

  3. Love you sister. Adorava estar aí contigo Boa viagem!!!

  4. olá prima
    Parabéns pelos seus 25 anos. Este dia vai ser para si inesquecível no resto da sua vida. Acredito que lhe deve ter dado imenso gozo passa-lo aí. que maravilha como o descreve. Na ultima foto parece a patriarca da família da casa esperança. Adorei ler a sua descrição. beijo muito grande
    Margarida

  5. Que emoção… Fiquei arrepiada!!!

    Beijo enorme para todos.. estou sem palavras:)


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.