Na Recta Final……

Restam-me poucos dias desta minha missão.
O coração aperta,…..mas a experiência é Magnifica!
Estar longe não é fácil, mas estas crianças fazem com que qualquer distância seja menor.
Dia 04 de Abril, dia de Páscoa um dia muito especial que a mim só me traz boas recordações. Naturalmente neste dia sentia-me mais nostálgica, mas nada, como abraçar o Mundo do Amor.
São 6h30 e vêm bater à porta, são os nossos meninos despertando o nosso sono para os acompanhar á missa. E lá vou e a tia Isabel!
Esta missa tem um encanto especial pois a comunidade, toda canta em “chuabo” ao ritmo de batuques e danças que só me pedem para saltar da cadeira e acompanha-los.
Quem celebra a missa é o nosso cordial Padre Estêvão que desde já digo ser um Padre com o qual a empatia é grande. O Padre inicia a missa mas de longe vê duas caras conhecidas, duas brancas, que se escondem em leques tentando assim minimizar o calor imenso que se faz sentir. E de longe começa a falar de nós……eu e a Isabel envergonhadas esboçamos sorrisos tímidos, e nesse instante somos convidadas a ser apresentadas a comunidade que nos acolhe com tanto carinho!
A vergonha é alguma mas lá fomos nós ao Altar. Falamos de nós, do nosso projecto, e, do nosso eterno agradecimento, no fim toda a igreja nos saudou com fortes palmas e bonitos sorrisos! Foi um momento digno de partilhar, um momento que jamais vou esquecer e com ele as lágrimas fizeram-se sentir, pois afinal aqui tudo vale mesmo a pena!
A missa teve a duração de 4 horas, tivemos direito a baptizados, a casamento entre um cristão e um muçulmano e a típica celebração da Páscoa. Posso dizer estas 4 horas voaram, pois toda a magia fez com que o tempo desaparecesse!
Após a missa voltamos para casa, mais ricas, mais nós!
Tivemos direito a um almoço melhorado mas não sabiam aos rojões que recordo tanto carinho.
Mas é dia de Páscoa há que celebrar e tínhamos preparado para os nossos meninos um belíssimo lanche, decidimos fazer uma decoração diferente ao salão, e tudo se improvisa nesta terra e tudo aqui fica mais bonito e mais alegre!
Com a ajuda dos nossos meninos fizemos do nosso salão uma “sala de festa”.
Eu, fiz os meus bolinhos (6 doses de bolo de chocolate) + um bolo de iogurte, havia também pipocas e refrigerantes, e foi assim o nosso lanche, com doces, com alegria, com harmonia e com cumplicidade á qual estamos habituadas a receber.
A Páscoa que já tinha significado para mim, agora tem a grande diferença de ter sido vivida e Amada pelos “ meus meninos”,recordada para sempre!
Os dias se passam na Casa Esperança, e toda a nossa aprendizagem é uma troca de diplomas, pois aquilo que se dá, é aquilo que se recebe!
Mas o nosso projecto não é apenas interno e há que gerir também as nossas 150 famílias, 150 mamãs que acolhemos. Essas mamãs são visitadas por nós afim de podermos identificar as suas necessidades assim como o seu investimento com a nossa ajuda.

É indescritível o mundo que lá fora existe, é inacreditável a viagem ao Mundo desta comunidade que vive em condições decadentes e que nós conseguimos ajudar.
As viagens, valem todo o esforço, somos levados pelo mundo verde, por paisagens maravilhosas, que nos levam a caminhos encantadores onde a vida é de terra pura!
E assim chegamos a casa das mamãs que nos recebem carinhosamente e onde assistimos à pobreza real e a sorrisos sempre capazes! Mais uma experiência que recordarei.

Mas a vida das voluntárias não é apenas trabalhar e no Domingo tiveram o seu dia sagrado – a Praia! Uma luz ao fim do túnel!
O nosso e fiel amigo Gani leva as meninas à praia.
Eram 8h00 da manha e tínhamos uma razão para estarmos com uma disposição diferente….vestíamos os nosso biquínis….que sensação……
São 9h00 e o jipe espera-nos e lá vamos nós a caminho do nosso dia!
A viagem é Linda pois os verdes de infindáveis Palmeiras, percorrem a nossa Alma deixando-nos mais ricas.
E assim vamos chegando à tão desejada Praia……A Praia da Zalala.
Estacionamos, arrancamos para um desejo que nos era merecido….esticamos capulanas, toalhas e vamos num momento só abraçar o mar imenso que tanto, aguardávamos!
E foi assim o nosso primeiro banho de 2010 em mares quentes do Indico.
Após vários banhos, temos o almoço à nossa espera e várias “ Laurinhas” para acompanhar o excelente peixe que tínhamos para desfrutar!
E foi assim o nosso dia de descanso! Um bem Haja! Ao nosso amigo Gani!
E hoje fico por aqui, volto para escrever mas agora só no fim desta minha temporada!

A todos o meu Muito Obrigada,

ESTAMOS JUNTOS

Patrícia Ferreira

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.