Disseram-me isto à poucos dias atrás. De facto, por vezes é complicado criarmos motivação a nós próprias, individualmente, dia após dia, todos os dias.Mas é isso que aqui fazemos, pois a viagem já é longa, mas cada dia tem de ser igual ao primeiro.
Por isso a esperança ser o nosso sonho diário.Esperança de que o nosso trabalho aqui, e todo aquele que é feito aí a 10.000 Km dê frutos e torne estas crianças um pouco mais felizes.
Por cá andámos agora bastante atarefadas.Bem, digo agora mas a verdade é que apesar de termos momentos calmos, andamos sempre atarefadas pois o trabalho nunca termina e logo começa outro.Mas está tudo a correr muito bem!
A grande novidade é que agora trabalhamos em parceria com a paróquia de Coalane.

Coalane é um dos bairros onde temos mais famílias externas no projecto.E, ficando mais ou menos central para todas as nossas mãmãs permite-nos ter um local para recebê-las, para se sentirem em casa.
Não posso desde já deixar de agradecer ao Padre Santos que, tão bem nos acolheu na sua casa e à ATACA. Temos agora um local, que é uma escolinha, onde todos os Sábados recebemos as mãmãs e as crianças.Sim porque nós aos Sábados trabalhámos e muito.
Neste momento, tivémos a chegada da Ana, a mais recente voluntária, que veio especificamente trabalhar na parte dos dados antropométricos dos meninos e na parte nutricional das nossas famílias.Assim, durante todo o dia dividimo-nos. Estamos já no final da distribuição do dinheiro, temos de pesá-los, medi-los, fazer os desenhos para os tutores, recolher as notas e ouvir todos os problemas e dúvidas que todas as mãmãs nos trazem.As cartas que os padrinhos enviaram também estão a ser distribuidas.
Que trabalheira e que prazer!Passar todo o dia a receber os nossos meninos é de facto o momento em que sonhámos acordadas.Vemos os resultados, vemos o empenho, vemos o agradecimento destas famílias.
Cá em casa voltámos a ser 4 mulheres. Claro, já sabem, muito mulherio junto não é fácil mas já vivemos em comunidade como se toda a vida tivéssemos vivido juntas. A esta altura já é difícil lembrar do cheiro de casa, da nossa cama, do nosso canto.Porque é como se sempre estivesse estado aqui.Pelo menos é o que eu sinto.
Esta semana foi semana cheia.A nossa Isabelinha fez anos e como tal, tivémos fim de semana de festa.No Sábado à noite, apesar do cansaço extremo do dia de trabalho fomos jantar ao nosso já conhecido por vós e fantástico amigo Gani.Foi uma noite bem diferente do habitual e que já precisávamos.Com um grupo de amigos dançámos aos bons ritmos africanos.Porque aqui de facto dança-se.No dia seguinte era um dia muito especial.Para comemorar em grande os anos resolvê-mos dar mais uma prenda aos nossos meninos e levá-los todos à PRAIA! Mais uma vez o grande grande Gani arranjou-nos o transporte, uma vez que eramos quase 40, e lá fomos todos de panelas às costas rumo a Zalala para tomar um bom e quente banho de Índico.
O melhor é que muitos deles, nunca tinham ido à praia assim como uma das nossas tias.Já estão a imaginar a alegria e excitação né? E nós com poucas horas de sono por termos ido gingar à noite. Mas valeu bem a pena.Não é possível descrever-vos a alegria que estes miúdos receberam nesse dia!Posso vos assegurar que eu fiquei sem voz por tanto ter cantado com eles e também por tanto ter gritado..eheh.. “Não vão para tão longe”, “Venham almoçar”, “Saiam da àgua que está a ficar frio”.Enfim..mas eles nunca esquecerão este dia e isso é só o que importa.À noite ninguém os ouvia.Nunca foram para a cama tão cedo de tão cansados que estavam.
E ainda estava para vir o dia da criança.Bem foi outra alegria!Fomos todos depois do almoço para a Aldeia da Paz.O orfanato das meninas, onde muitos têm lá as suas irmãs.Ai, só pararam porque tinha mesmo de ser.Foi todo o dia a dançar a cantar a brincar.Os nosso meninos fizeram muito bem uma coreografia do Michael Jackson que ensaiámos com eles e por isso estámos muito orgulhosas deles!E o mais importante é que se divertiram!Porque é isso o que importa.

Como percebem andámos assim muito cansadas mas também muito animadas, e a vinda da Ana trouxe-nos alguns cheirinhos de casa o que foi muito bom!
Ah tenho de vos contar esta também. Lembram-se da minha Odileca, a minha cadela que no fundo é um cão mas eu teimo em tratá-la por ela.Pois resolveu trazer a namorada para dentro de casa.E a namorada, que é uma ela na verdade chama-se Rex.Ora já estão a ver-me a tratá-la por ele….É uma grande confusão…
Enfim acho que hoje fico por aqui pois já pareço a nossa tia Pata a escrever testamentos no blogue eheheh.
Muito obrigada a todos os que participaram no Dia do Tutor! É bom ver-mos o nosso trabalho reconhecido e acima de tudo sentir-mos que somos muitos a lutar por esta causa que por vezes pode ser difícil e solitária mas de facto a esperança é o sonho do homem acordado.Nunca os obstáculos serão impeditivos da nossa luta.Porque juntos somos muitos e é juntos que lutámos contra a pobreza.

Tamos Juntos.
Rita

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.