Normalmente o blog é sobre quem está em Moçambique. Este é sobre vocês.
Quem nos segue pode ficar com a ideia errada que tudo, ou quase tudo, é feito por cá; mas não é assim. Em Portugal, os voluntários da ataca, depois de saírem cansados dos seus empregos vão de noite depois do jantar para o seu segundo trabalho. Quem por lá passa vê claramente que algo não está bem. Todos estão cansados, mas acabam de chegar. Ninguém tem muito tempo para oferecer, são só umas horas antes de ir para casa descansar para a manhã de trabalho no dia seguinte. Os que não podem durante a semana oferecem parte do seu fim-de-semana, tendo em casa marido, mulher ou filhos que também gostariam de os ver fora da semana de trabalho.
É um trabalho difícil. Não as tarefas em si, essas são relativamente fáceis, mas muitas são monótonas, repetitivas, cansativas, de pormenor e atenção; é um trabalho difícil porque não se vê o resultado, ali a olhar para nós. Vê-se uma pequena tarefa executada, fotos de cédulas introduzidas, notas escrutinadas e postas na base de dados, emails enviados, um erro… Começar de novo. Horas a olhar para folhas de excel com cores diferentes mediante a tua tarefa, nomes esquisitos de ficheiros que não fazem sentido senão para os loucos, ali, sentados, com os olhos semi-cerrados para ver melhor a linha colorida “que231ce-e2”. Trabalha-se por coração, trabalha-se porque algures num país africano há uma criança que precisa deste pedaço do teu tempo, da justiça de alguém se lembrar dele e dizer: “nós estamos aqui para ti”.
Este blogue é para vocês heróis escondidos na sede.
Beijos de Moçambique
João e Francisca
14 Responses to Atacantes em Portugal,
  1. Atacantes no Terreno,

    O vosso escrito deixa-me sem palavras para expressar aquilo que me vai na alma.
    Só me ocorre uma: OBRIGADO!
    Por cá tenho a certeza que todos vão continuar a dar o seu melhor para que este projecto continue a avançar e consiga atingir os seus objectivos.
    Bem Hajam! (Os heróis são vocês!)
    "Abreijos"
    Alcino Freitas

  2. Os vossos textos fazem com que se torne bastante mais interessante identificar cores em ficheiros excel 😉 Obrigado pelo apontamento. Sabemos que aí também nem tudo é fácil, sabem que têm o nosso apoio e a nossa admiração.

    Gostei particularmente dos últimos 2 posts. Parabéns pelo trabalho que estão a desenvolver e pelos textos!

    Abraços e beijinhos,
    Luís Maia

  3. João e Francisca,

    Agradeço o vosso artigo.

    De facto, o Projecto Tutor à Distância só funciona com articulação perfeita das Equipas em Moçambique e em Portugal, não podendo existir uma sem a outra.

    Esperamos corresponder às vossas expectativas.

    Abraços,
    Miguel Freitas

  4. Eh lá… Esta fez-me engolir em seco! Mas por bons motivos!!
    Obrigado a vocês por todos os dias tratarem do nosso sonho com a maior dedicação do mundo!
    Esperamos todos os do lado de cá.. Conseguir manter esta harmonia tão boa que se tem mantido entre as duas articulações deste projecto!

    Continuem o excelente trabalho que todos os dias desenvolvem!

    Um beijo grande Francisca!
    Um abraço enorme João!
    Saudades!
    O eternamente chato.. MAS AGORA MENOS..
    Tiago Teles

  5. Estamos juntos!
    Fernando

  6. bem!
    Eu diria que a loucura seria bem maior se não acreditasse que do outro lado, temos também dois loucos, que desenvolvem um trabalho bestial e graças a eles conseguimos ver o reflexo de toda a loucura alimentada no nº842.
    É verdade! Por vezes (quase sempre) não vejo resultados imediatos naquilo faço, mas sei que convosco aí, o esforço não será em vão.

    Obrigado,
    Abraço
    nuno

  7. João e Francisca,

    Obrigado pelo post, o qual nos dá ainda mais motivação para o nosso dia-a-dia.

    Continuem a deixar toda a gente orgulhosa de vocês.

    Tiago Durana Pinto

  8. É esse lado que me faz prestar atenção a cada "que…"!

    Força!!!!
    Ângela

  9. Bom… Como já temos vindo a dizer-vos, mas fazendo questão de assumir publicamente o que sentimos: TEMOS O MAIOR ORGULHO EM FAZER PARTE DE UMA EQUIPE ONDE VOCÊS ESTEJAM INTEGRADOS E, SENDO EM PROL DAS NOSSAS CRIANÇAS, ENTÃO É QUE FICAMOS INCHADAS!!! Se algum dia a vontade esmorece, basta pensar nisso que o alento aparece :). Vivam as nossas crianças! Vivam o João e a Francisca! Viva a equipe de Portugal! Um abraço gigante (de Portugal até Moçambique) para todos das Sisters

  10. Meus queridos amigos!

    A título pessoal só vos tenho a dizer que é um privilégio ter passado a pasta a vocês os dois! Só com ambas as partes fazemos a diferença e no meio de tudo isto os verdadeiros heróis são as crianças que aí sobrevivem.
    Obrigada por estarmos juntos

  11. Bestial! 🙂

    Tamos juntos!

  12. Queridos João e Francisca,

    parabéns por mais um magnífico texto.

    Seria fantástico poderem aceder à Internet a partir da casa, de forma a poderem partilhar com todos com mais frequência. É possível?

    Abraços,

    Miguel Braga

  13. O trabalho feito não custa, desde que feito, ele tenha uma imagem! E essa chega-nos através de vocês… vocês que estão agora, dos que estiveram e dos que estarão. Parabéns pelo bom trabalho, e obrigada pelas palavras de apoio.

    Francisca e João, um grande beijo e muita força.
    Colette

  14. Olá a todos =)

    Esta foi a primeira vez q tive contacto com o vosso blog e ainda com mais vontade fiquei de experimentar voluntariado internacional…Há relativamente poucos dias, tenho pensado em informar-me mais e pesquisado sites q o citem, mas vejo sempre que são voluntariados de longa data,(de 12 a 14 meses)aos quais não poderem mesmo dar resposta…
    Gostava muito q me pudessem dar informações, se possivel, em como saber de voluntariados de menor prazo ou onde me dirigir para saber mais.

    Obrigada,

    Francisca


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.