No passado dia 22 de Dezembro, realizamos uma formação, para as mamãs e papás, orientada para duas temáticas: o HIV/SIDA e a nutrição. Esta formação foi monitorizada pela Karina Vargas, voluntária da International Relief and Development e pelas voluntárias da ataca. No âmbito do HIV/SIDA, esta formação teve como objectivo desmistificar algumas ideias sobre a propagação do vírus da SIDA, esclarecer dúvidas, alertar para a importância de uma conduta responsável e preventiva e incentivar a realização de testes regulares não só nos adultos mas em todos os elementos do agregado familiar, inclusive nas crianças do projecto.

Não só Moçambique, como os restantes países da Africa Austral, têm taxas elevadíssimas de pessoas infectadas com HIV/SIDA e, infelizmente, as pessoas ainda têm muitas dúvidas, muitos mitos, muitas ideias erradas sobre a propagação desta doença e a sua cura. Uma vez que o desconhecimento é o principal veiculo para uma conduta de risco, incidimos grande parte da nossa formação no esclarecimento destes mitos sobre a doença, realizando um jogo onde as mamãs respondiam verdadeiro ou falso aos mitos locais que íamos afirmando. Por exemplo, deparamo-nos com mamãs que achavam que o vírus da SIDA se propagava pela picada do mosquito ou que o preservativo é transmissor de doenças, febres e dores de cabeça. Portanto, enquanto existirem pessoas com estas ideias nunca é demais uma formação como esta.

A outra parte da nossa formação incidiu sobre a importância de uma alimentação equilibrada tendo em conta os recursos locais, alimentares e económicos. O nosso objectivo foi explicar a importância de uma alimentação equilibrada e nutritiva utilizando os alimentos locais. As possibilidades económicas das famílias são escassas, no entanto, esta terra é muito fértil e rica em alimentos e a maioria das nossas mamãs dedica-se ao cultivo na machamba. Uma combinação perfeita dos alimentos, que as mamãs conseguem adquirir na machamba e alimentos de custo reduzido, é crucial para uma melhoria na qualidade nutricional das refeições dos agregados que integram o nosso projecto.

No final, o balanço desta formação foi muito positivo. Aqui deixo umas fotos da formação!

Luísa Arez
 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.