Ser Tutor

Crianças apoiadas pelo projeto Tutor à Distância da associação ATACA.

PTàD – Modalidades de Tutor

O Projeto Tutor à Distância (PTàD) visa mobilizar cidadãos portugueses para se tornarem tutores de uma criança ou jovem em situação socioeconómica vulnerável, na Guiné-Bissau ou em Moçambique, com idades compreendidas entre os 2 aos 21 anos, pelo período mínimo de um ano, comprometendo-se, antes de mais, a financiar mensalmente as suas despesas e educação e em alguns casos também de sobrevivência. 

Nesse sentido, o PTàD tem duas modalidades de apoio: Tutor Total e Tutor Educação. A diferença reside apenas no valor do apoio prestado mensalmente à criança ou jovem e, consequentemente, no tipo de despesas que estão cobertas pelo donativo em causa.

No entanto, a ATACA faz combinações para garantir os apoios, ou seja, se na sua base de dados a ATACA só contar com tutores inscritos na modalidade Educação (10€ mensais) e precisar de apoiar uma criança na modalidade Total (20€ mensais), a equipa atribui à criança ou jovem dois tutores Educação para perfazer o valor de um tutor Total e o apoio fica garantido.

Em contrapartida, nem sempre temos inscritas crianças ou jovens no projeto na modalidade Total – por isso, há alturas em que apenas necessitamos de tutores para apoiar na modalidade Educação, pois o tipo de apoio atribuído vai variando consoante o subprojeto apoiado (escolas, pré-escolares, orfanatos) e o país ou região onde este se encontra.

Ainda assim, cada pessoa deverá inscrever-se na modalidade que mais lhe convier e depois a ATACA fará esta gestão e as combinações de tutores necessárias para atribuir o apoio no terreno. Deste modo, uma criança pode ter mais do que um tutor.

No entanto, a quantidade e a qualidade da informação sobre as crianças ou jovens apoiados recebida por cada tutor é exatamente a mesma. A ATACA optou, então, por definir duas modalidades e valores diferentes de apoio – sendo o menor de 10€ mensais – apenas para garantir que todas as pessoas têm oportunidade de ajudar, não havendo qualquer diferenciação entre os tutores das duas modalidades.

Veja aqui o testemunho de uma das nossas tutoras!

 

Como funciona?

Primeiramente, cada Tutor receberá periodicamente informação sobre a criança ou jovem apoiado. Esta comunicação é assegurada pela equipa da ATACA no terreno, que recolhe cartas, vídeos, fotografias, desenhos e dados relevantes sobre a vida da criança ou jovem para enviar para Portugal. Esta equipa é também responsável por entregar e ler à criança ou jovem a correspondência enviada pelo seu Tutor.

Em seguida, os donativos são entregues diretamente aos nossos parceiros locais para o apoio aos beneficiários do projeto. Assim, todo o processo é monitorizado pelos representantes da ATACA em Moçambique e na Guiné-Bissau, no sentido de garantir que os donativos estão a ser utilizados em prol das crianças e jovens apoiados.

Além disso, no final de cada ano o Tutor receberá um recibo relativo ao apoio efetuado, o qual poderá ser deduzido fiscalmente, dentro do respetivo enquadramento legal, no seu IRS.

O valor destinado ao apoio às crianças e jovens é transferido pelos tutores para uma conta própria do PTàD, separada da conta bancária da ATACA, de modo a haver total transparência de processos.

Assim, o valor a transferir para o apoio às crianças e jovens nunca se confunde com o valor utilizado para pagar custos da associação. Dessa forma, a ATACA retém 20% do donativo dos tutores para cobrir custos relacionados com a logística do projeto, sendo que os restantes 80% são destinados exclusivamente ao apoio direto aos beneficiários.

IBAN – PT50 0033 0000 45323947237 05

Torne-se Tutor