O Natal está a chegar e a ATACA tem sugestões para ti! Este ano dá presentes solidários aos teus amigos. As agendas de 2017 já chegaram e tu já podes ter a tua ou oferecer uma…
Do que é que estás à espera? Encomenda já através do nosso facebook, para o nosso email ataca@ataca.org ou em www.esolidar.com / www.comprasolidária.pt .

Agendas Grandes ( A4)

Agendas Pequenas (A5)

Neste Natal, Podemos Mudar o Mundo! 

hiking-14 hiking-15

“Encarei a minha ida a Moçambique como uma possibilidade única de experimentar algo de totalmente diferente, de conhecer um tipo de vida que não é o meu, de conhecer uma cultura nova e de me observar nestas condições.Quando cheguei, fascinou-me o “mundo novo”. A paisagem e as pessoas, especialmente as pessoas. Foi-me mais complicado reabituar […]

Olá a todos! Hoje, ás 11h 13m chegou a primeira mensagem dos nossos companheiros que embarcaram ontem. Chegaram bem e já estão instalados.Começou no terreno a Missão de Verão 2007 da ataca.Bom trabalho e um abraço para todos. Durana Pinto

Finalmente em Maputo!! Depois de horas sem fim de viagem sabe sempre bem chegar, principalmente cá. Que saudades! A luz, as pessoas, o ambiente, enfim, um sem número de coisas diferentes… E mesmo assim algo surpreendente e inimaginável em cada canto. É sempre fantástico voltar onde “me sinto em casa”! Catarina

Cá estamos finalmente em Moçambique! Foi uma emoção enorme para mim aqui chegar finalmente. Estou muito feliz de aqui estar e até então a recepção da população foi maravilhosa. Nós as raparigas, estamos instaladas em casa do Amílcar, amigo do Pe.Jorge, o que tem sido uma experiência privilegiada para nós. Vemos bem de perto como […]

Depois de uma série de atrasos nos aeroportos e de quase 24h em trânsito, a embarcar e desembarcar, chegamos à prometida terra de Moçambique. À nossa espera estava o Amílcar, que trabalha com a cooperação Portuguesa, que nos levou até à casa do Padre Jorge onde almoçamos um franguinho que nos soube maravilhosamente… Passamos o […]

Chegar no Maputo… eu diria, antes, voltar a casa! Senti-o, sobretudo, no passeio até ao centro da cidade para trocarmos os euros por meticais. Senti-o na luz da cidade ao fim da tarde e, ainda, na música que se ouve sempre que nos deslocamos de carro, chapa ou machimbombo… É uma música que nos ergue […]