Depois da nossa fantástica viagem a surpresa que tive com a cidade foi muito boa.
A cidade não e muito grande, é calma e sossegada, comparada a Maputo, e esta algo organizada e limpa.
A recepçao foi fantástica. Não só na Casa Esperança, onde todos ficaram muito felizes de nos verem, mas tambem na cidade. As pessoas cumprimentam, sorriem e encontram se muitos amigos já conhecidos dos anos anteriores.
Como chegamos cedo, e depois da maravilhosa almocarada feita pela D. Teodora e pela Irmã Lidia, estavamos cheios de energia e vontade de ir caminhar até a cidade e ficar a conhecer tudo (eu e a Salete uma vez que o Tiago aqui é um peixe na água).
É muito bonita e tranquila a cidade, tem uma vista fenomenal para o rio dos Bons Sinais que e lindissimo. Conhecemos todos os locais que farão parte da nossa rotina agora, como o Talho, a Padaria, a Casa das Frutas e os amigos iam aparecendo e cumprimentando. Foi uma tarde muito bem passada.
Ainda assim á noite, e apesar de a caminhada até a cidade não ser muito curta, tinhamos ainda energia para jantar fora com uma amiga daqui, que tinha feito anos na noite anterior. Foi um jantar muito divertido e animado, pois as pessoas iam surgindo, amigos de amigos, conhecidos de amigos.. por ai fora, e pareciamos as Naçoes Unidas a volta de uma mesa. Tudo pessoas de nacionalidades diferentes que estão ca a trabalhar em ONG´s. Foi um ¨intercambio¨mesmo engraçado. De seguida, e como era sexta feira, fomos arrastados ate um barzinho, o Xeque Mate, que é de um portugues nosso amigo, para um bom pe de dança. Foi girissimo e muito animado. A Salete mostrou que as portuguesas ao lado de brasileiras e moçambicanas também dançam muito bem!!
Depois desta paródia toda no sábado havia que começar a encaixar nos ritmos aqui e nas rotinas. Fizemos algumas compras para a casa que iamos precisar, aproveitamos para ir a net e ainda trabalhar um pouco. Mas a noite…bem.. todas as horas mal dormidas e todo o cansaço da viagem deu de si… e dormimos como anjinhos.
Domingo de manha, dia de ir a missa. Lá fomos nós, as 8 horas da manha com os miúdos daqui da casa Esperança até à Sé Catedral. A missa foi muito bonita embora muito parecida com a nossa Europeia.
A tarde serviu para descansar, como é hábito daqui (por esta altura devem estar a pensar bolas, eles muito descansam, mas não, aqui temos de fazer como eles fazem eheh e estavamos a precisar deste fim de semana mais relaxado). Mas não foi so descansar! Havia muita roupa para lavar, fazer a lida da casa (não sei onde estava o Tiago por esta altura) e estabelecer tarefas para o trabalho no campo arrancar da melhor maneira possível.
E foi assim o nosso fim de semana. Não fomos à praia nem comemos camarão, mas tivemos muitas coisas boas que esta cidade nos dá.

Rita
One Response to Estamos entao já em Quelimane.
  1. pessoal para quem não o conhece (Tiago), nestes momentos aplica todos os conhecimentos que adquiriu na tropa(mentiroso)de bem se camuflar e desaparecer. Digam que a comida está na mesa e ele aparece. abraços para vocês, Eiró


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.